Já conheces o meu livro?

Newsletter

Search

back to top

Newsletter

Subscreve os meus emails para saberes sempre quando um novo texto é publicado — para receberes as novidades na tua caixa de e-mail, mas também para encurtar a distância entre nós. Para tu saberes de mim. Para eu saber de ti. Para trocarmos ideias. Para conversarmos mais informalmente.

Blog

Histórias de amor
Crónicas
Dicas para bloggers
Viver em Londres

Há dias em que morremos

Nestes dias, temos esta certeza absoluta de que vamos morrer antes do tempo, porque levámos metade do tempo que passou a adiar aquilo que queríamos fazer. E, por isso, nunca será a altura certa para morrermos. Nunca.

Ao meu lado

Quero ao meu lado alguém que sinta que a vida começou connosco. A dele. A minha. Alguém que acredite que vamos ficar juntos para sempre, mesmo que o mais provável seja não ficarmos.

Uma flor

Lembro-me de ter pensado que, de repente, tinha o coração maior do que o corpo e que lhe sentia os batimentos a latejar na minha garganta, como se todo eu estivesse prestes a explodir. Percebi, ali, do que era feito o amor à primeira vista que já via …

Até ao fim

[...] nunca te esqueças de uma coisa: a capacidade de brilhar não depende da idade. A capacidade de brilhar é intemporal. Não precisa de mais nada, nem de mais ninguém: só de ti. A capacidade de brilhar é uma consequência, única e exclusiva, da forma como lidas com …

Já conheces o meu livro que conta as histórias do amor?

Do amor [im]perfeito. Do amor violento, arrebatado, que quase rasga a pele. Do amor que sufoca. E do amor que dá vontade de saltar à corda e de voar sobre as árvores.

Do amor da mãe, do pai. Do amor dela por ele e dele por ela: esse, tão cheio de paixão, de urgência e de tudo. Do amor pelo outro, mas também do amor-próprio — que, às vezes, dá ainda mais trabalho do que qualquer outro.

Porque são tantas as histórias que o amor pode contar. E tantas as que se vivem por [des]amor.

Vídeo(s)

Reproduzir vídeo